Como conseguir o DOI para o seu periódico científico?

O periódico científico é um dos mais tradicionais meios de comunicação entre pares na academia. Mesmo que com o passar dos anos a revista esteja mudando ou incorporando novos papéis, sua missão ainda continua sendo a de disseminar informações técnicas e científicas entre os pesquisadores do campo que ela abrange. O Digital Object Identifier é uma das ferramentas aliadas nesta missão, por isso vamos explicar neste post como conseguir o DOI para periódicos científicos.

Isso porque seguindo essa linha de pensamento e com o mundo cada vez mais informatizado e online, passou a ser comum buscarmos os artigos e revistas científicas na internet para se atualizar ou embasar pesquisas, sendo que apenas em ambientes que a distribuição do serviço ainda é muito escassa ou precária que as versões em papel se fazem necessárias.

Além da economia de papel e espaço, as versões digitais das revistas trazem mais rapidez, tanto que muitos periódicos estão adotando o formato de publicação “ahead of print”, ou seja, a partir do momento que um artigo está fechado e revisado ele será publicado, sem esperar que toda a edição esteja completa, o que agiliza mais ainda a comunicação entre os pares.

No entanto, com tantas informações disponíveis é muito possível que esses artigos de revistas científicas se percam no bolo de dados online, ainda mais quando sites podem cair e links podem quebrar, deixando os documentos indisponíveis. Para solucionar esse problema, foi criado e aceito pela comunidade acadêmica internacional um código identificador permanente mais conhecido pela sua sigla DOI (Digital Object Identifier).

 

Por que o DOI é importante para as revistas científicas?

Com esse padrão, a revista pode depositar DOIs em diferentes materiais digitais como artigos, resenhas, editoriais e até mesmo em imagens científicas para tornar o conteúdo “encontrável” na internet e de forma permanente.

O mais interessante para os periódicos científicos é que o sistema DOI não permite duplicação de materiais, ou seja, ele é único para cada um. Motivo que torna mais fácil o rastreamento desses artigos para acompanhar as citações tradicionais ou menções em redes sociais, calculada em métricas alternativas.

Isso é possível porque diversos dados são depositados junto com o DOI para periódicos, o que também permite interoperabilidade com outros sistemas de indexação nacionais e internacionais como o SciELO. O DOI (Digital Object Identifier) é tão importante que é aceito até mesmo no Currículo Lattes, já que ele fornece um link inquebrável.

O editorial da BJCVS (Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery) também apresenta que ter um registro DOI é importante para as revistas porque assim elas podem conhecer quem são os autores que citaram o periódico e em quais artigos. O editor também acredita que com o DOI é possível aumentar as citações, já que os artigos terão mais visibilidade e menos riscos de se perderem, o que pode influenciar no aumento do Fator de Impacto da revista.

Como conseguir o DOI para periódicos?

Bom, agora que comentamos os motivos do DOI ser tão importante para os periódicos, temos que entender como depositar DOI para revistas cientificas.

A agência responsável por manter os links permanentes no mundo é a Crossref que tem sponsoring publishers autorizadas para realizar as atividades junto com as revistas científicas. O Galoá é um desses parceiros autorizados, o que facilita o processo de depósito de DOI principalmente para os editores brasileiros que podem negociar na moeda Real.

A partir daí, a rotina dos editores científicos simplifica MUITO na obtenção de DOI para seus periódicos. E não só pela questão do custo, mas também porque o Galoá se torna um concierge nessa missão, ou seja, todo intermédio, burocracia e processos técnicos para depositar cada DOI em cada artigo científico é realizado direto pelo Galoá.

Antes de mais nada, os editores precisam entrar em contato com o Galoá e informar suas demandas. Por exemplo, o código é formado por um prefixo com nome da publicadora e um sufixo identificando cada peça, a revista vai desejar registrar um prefixo para ela ou apenas depositar os DOIs? Serão depositados DOIs para quantos artigos?

O prefixo próprio para a revista permite que a identificação de onde está o artigo seja mais clara no código. Mas não se preocupe se sua intenção não é registrar um prefixo, você pode depositar DOIs sem ter um prefixo próprio.

Depois de informar suas demandas, a equipe responsável pelo atendimento de DOI do Galoá entrará em contato com o orçamento e orientações para definir o prefixo, sufixos e demais metadados de interesse para o depósito.

Após aprovado o orçamento, em 48h todos os DOIs solicitados estarão depositados para o periódico.

Vale lembrar que todos os nossos orçamentos são sem compromisso.

Então, que tal conversar conosco e ver como podemos lhe ajudar?

Deixe seu contato no formulário abaixo 😀


Utilize meu número de telefone para entrar em contato através do Whatsapp.